Portal Caparaó

carregando...

TECNOLOGIA

19/01/2016 - Atualizado em 19/01/2016 23h15

Polícia Civil apura esquema de fraude por internet

PONTE NOVA (MG) - Após receber denúncia da mãe de um jovem em dezembro de 2015, a equipe da Polícia Civil em Ponte Nova passou a investigar, no município de Ponte Nova, um complexo esquema de compras fraudulentas pela internet executado por adolescentes.

A polícia descobriu a existência de uma comunidade na rede social Facebook onde eram postados dados cadastrais obtidos fraudulentamente de sites de compras. Os integrantes da comunidade os testavam em outros sites e, após verificar aqueles que eram validados pelos sites, novamente retransmitiam os dados àquele que os postou para que assim realizasse compras como se fosse o titular do cartão.

Conforme informações do delegado Silverio Rocha de Aguiar, os adolescentes investigados passaram, então, a atuar por conta própria, utilizando nomes falsos para aplicar os golpes. Eles chegaram a realizar inúmeras compras em portais comerciais da internet.

Após algum tempo, o golpe evoluiu e um dos adolescentes, responsável pela entrada dos demais na comunidade, criou o seu próprio site de compras para aplicar golpes, tanto nos consumidores desavisados que adquirem mercadorias, fornecem seus dados pessoais e de cartão de crédito e nunca recebem os produtos, quanto nas vendas fictícias realizadas por ele próprio.

O adolescente passou a gerar números falsos de cartão de crédito e a comprar do seu próprio site. Assim, não entregava mercadoria, mas a operadora do cartão creditava em sua conta o valor da venda, tendo-se localizado em uma conta em seu nome na administradora de cartões Cielo a quantia de R$ 8.123,00, além de inúmeras outras no serviço Pag Seguro.

Por meio de autorização judicial, diversos produtos foram apreendidos tanto em poder dos adolescentes quanto nos próprios Correios, todavia ao que parece a ação não se findou, ainda existindo produtos adquiridos em trânsito.

As investigações foram coordenadas pelo delegado Silverio Rocha de Aguiar, com a participação dos investigadores Thiago Moreira de Araújo, Marco Aurelio Lopes Neves e Wellington de Freitas Ribas.

Unidade Notícias - Ponte Nova

Compartilhar

Comentários

O Portal Caparaó não se responsabiliza por qualquer comentário expresso no site ou através de qualquer outro meio, produzido através de redes sociais ou mensagens. O Portal Caparaó se reserva o direito de eliminar os comentários que considere inadequados ou ofensivos, provenientes de fontes distintas. As opiniões são de responsabilidade de seus autores.