Portal Caparaó

carregando...

CULTURA

26/12/2016 - Atualizado em 27/12/2016 7h00

Grupo mantém a tradição da Folia de Reis em Simonésia

SIMONÉSIA (MG) - Começou neste final de semana, a peregrinação do grupo Amizade de Folia de Reis de Simonésia. Eles percorreram as comunidades de Vargem Grande e Funil no sábado e vão a várias localidades de Simonésia e de Palmeiras do Manhuaçu para manter viva uma tradição vinda de Portugal na época da colonização do Brasil, em que é lembrada a jornada dos Reis Magos (Belchior, Baltazar e Gaspar) até o encontro com o Menino Jesus na cidade de Belém.

De acordo com o presidente do grupo, Geraldo Terra, a abertura das visitas foi muito emocionante, pois o maestro faleceu neste ano e teve que ser substituído. “Prestamos uma homenagem e lembramos do nosso amigo, Mestre Antônio Dimiciano (Antônio Thomaz dos Anjos), pessoa muito querida em Simonésia”, reforçou.

Além do presidente Geraldo Terra, o grupo é formado pelo Mestre Joaquim Teófilo, integrantes Sebastião Cardoso, Zezinho Maria Bárbara, José Pretinho, Marcos Cardoso, Gerson Cardoso, Vando Teófilo, Sebastião, Paulinho Neném, Zé da Ciaminha, Geraldo Ciaminha, Edinho, Geraldinho “Palhaço” e o Diretor Elias.

VEJA OS VÍDEOS ABAIXO

A Folia de Reis é comemorada no país desde o século XIX, para celebrar a peregrinação dos Reis Magos até Belém, onde, segundo a tradição católica, Jesus nasceu. Eles teriam chegado à cidade em 6 de janeiro, guiados por uma estrela. O grupo Amizade, então, peregrina de casa em casa solicitando aos moradores sua entrada, para que possam levar bênçãos aos residentes.

Um grupo de Folia de Reis é composto por três reis magos, palhaço (que representa um soldado do rei Herodes), um coro (de cantores e instrumentistas), um embaixador (ou mestre), um bandeireiro e um festeiro.

“Queremos levar a todos a mensagem dos Santos Reis: alegria e paz, celebrando o nascimento de Jesus”, lembrou Geraldo Terra.

Carlos Henrique Cruz - carlos@portalcaparao.com.br

Compartilhar

Comentários

O Portal Caparaó não se responsabiliza por qualquer comentário expresso no site ou através de qualquer outro meio, produzido através de redes sociais ou mensagens. O Portal Caparaó se reserva o direito de eliminar os comentários que considere inadequados ou ofensivos, provenientes de fontes distintas. As opiniões são de responsabilidade de seus autores.