Portal Caparaó

carregando...

AGRONÉGOCIOS

12/04/2017 - Atualizado em 13/04/2017 7h47

ACIAM divulga balanço do 21º Simpósio de Cafeicultura

MANHUAÇU (MG) - O 21º Simpósio de Cafeicultura das Matas Minas terminou e mais uma vez o balanço do evento foi positivo. Com uma presença excelente de público, o resultado final dos quatro dias foi satisfatório na avaliação do Presidente da ACIAM (Associação Comercial, Industrial e Agronegócios de Manhuaçu), Silvério Afonso. “Mais uma vez o produtor esteve presente, mais uma vez recebemos as maiores empresas e multinacionais do ramo cafeeiro, além de técnicos e engenheiros agrônomos, profissionais da área, estudantes, autoridades ligadas ao agronegócio e empresários de vários setores que prestigiaram e viram de perto as novidades do mercado”, concluiu.

PALESTRAS E CURSOS

O Simpósio se consolidou como uns dos eventos técnicos e de conhecimento do setor cafeeiro de maior importância de Minas Gerais. Com temas diversificados nas palestras e minicursos, o encontro tratou desde as tendências do mercado e suas perspectivas, qualidade, produção e origem dos cafés de qualidade de região das Matas de Minas.

Cenários climáticos dos próximos anos, agricultura familiar, sucessão familiar, entre outros tantos temas, foram debatidos no simpósio.

A Emater-MG promoveu minicursos de manejo e poda em café de montanhas, conservação da água nas propriedades rurais e certificação e  produção sustentável. Já o Senar-Minas promoveu curso de torra de café durante os três dias do evento com suas inscrições esgotadas todos os dias.

DIAS DAS MULHERES PRODUTORAS DE CAFÉ

Mais de quinhentas mulheres cafeicultoras participaram do encontro promovido na quinta-feira com palestras e atividades voltadas para o segmento que ganha força e participação na produção e comercialização da cafeicultura regional.

A cada ano, as mulheres atuam diretamente na produção de café e são fundamentais no processo de certificação das propriedades, além disso, estão envolvidas em temas como qualidade e no gerenciamento do agronegócio café.

CONHECIMENTO

Parceiros da realização do Simpósio de Cafeicultura e participantes também ressaltaram a qualidade das palestras e a importância da disseminação de conhecimento.

“Esse evento permite que o cafeicultor entre em contato com as últimas pesquisas, com as novas tecnologias que estão sendo desenvolvidas. Ele tem condições de aplica-las e se manter no mercado, sendo competitivo”, avalia o Gerente Regional da Emater-MG Rômulo Mathozinho.

Para o pesquisador e palestrante José Braz Matiello, um dos maiores especialistas na cafeicultura da região, sua preocupação foi “mostrar aos cafeicultores novas tecnologias e inovações, que são relativamente simples, com baixo custo e que vão contribuir para preservar a qualidade das lavouras”.

Houve ações destacadas também para apresentar a qualidade do café da Região das Matas de Minas.

Neste ano, o produtor rural Rafael Marques de Araújo, de Manhuaçu, foi homenageado pela conquista do 26º Prêmio Ernesto Illy de Qualidade de Café para Espresso. Ele é um dos finalistas nacionais e o campeão das Matas de Minas.

COMPROMISSO

Com o fim do evento, o Presidente Silvério Afonso concluiu que valeu a pena o trabalho dos últimos meses, agradeceu as mais de 50 empresas e instituições envolvidas na realização do Simpósio, em especial a CODEMIG e ao Governo do Estado de Minas Gerais pelo apoio.

Ele ainda ressaltou a importância da cafeicultura e do agronegócio para nossa região e afirmou que a ACIAM já projeta o evento de 2018 com muitas novidades e inovações que serão apresentadas nos próximos meses. “O Simpósio teve um excelente público ao longo dos quatro dias e, para além do evento, gerou enorme movimento - assim como em anos anteriores - aos hotéis, restaurantes, bares e comércio da cidade. É um evento que abrange todos os setores, pois é compromisso da diretoria da ACIAM incentivar o comércio, a indústria, o setor de serviços e o agronegócio de Manhuaçu e região”.

Carlos Henrique Cruz / Assessoria de Imprensa ACIAM

Compartilhar

Comentários

O Portal Caparaó não se responsabiliza por qualquer comentário expresso no site ou através de qualquer outro meio, produzido através de redes sociais ou mensagens. O Portal Caparaó se reserva o direito de eliminar os comentários que considere inadequados ou ofensivos, provenientes de fontes distintas. As opiniões são de responsabilidade de seus autores.