Portal Caparaó

carregando...

GERAL

07/05/2017 - Atualizado em 08/05/2017 11h30

Pelo 30º ano, Padre Otaviano celebra missa no cruzeiro da Bem Posta / Boa Vista

MANHUAÇU (MG) - No dia 03 de maio, pessoas de toda a região participaram de mais um grande momento de religiosidade e fé no alto do morro do Cruzeiro, a 1.412 metros de altitude.

Durante a peregrinação, os relatos são constantes, manifestando fé, devoção e agradecimento a Deus pelas bênçãos alcançadas.

Há 30 anos, a Santa Missa é celebrada pelo nosso querido Padre Otaviano no ponto mais alto entre as comunidades da Bem Posta e Boa Vista, na zona rural do distrito de Ponte do Silva. Uma subida íngreme, de caminhada pesada, mas que é movida pela religiosidade de nosso povo.

Pela trigésima vez, Padre Antônio Otaviano da Costa Franco, conhecido por seu trabalho religioso durante muitos anos em Manhuaçu, e, agora atuando na Paróquia de Nossa Senhora do Bom Despacho (Bom Despacho), idealizador deste momento de fé comunidade rural, veio especialmente para conduzir a celebração em mais um ano.

O sacerdote comenta o significado desta celebração e a felicidade de compartilhar este momento com os participantes da Santa Missa que é precedida por uma caminhada em trilhas, montanha acima.

“O povo católico é muito devoto da cruz de Jesus, que é o símbolo que revela o grande amor de Deus pela humanidade. O povo tem o costume de colocar cruzeiros no alto de morros, no pináculo, nas torres de igreja, enfim, nos lugares de destaque. E, lá em cima, neste lugar entre a Bem Posta e Boa Vista, há uma pedra muito bonita, uma montanha que é arrematada em uma espécie de pirâmide, ou seja, o visual é este. Há 30 anos, pessoal daqui me procurava aqui em Manhuaçu. Eu era pároco na época. A pessoa falava de um cruzeiro existente lá, entre as fazendas da Boa Vista e Bem Posta. Antigamente havia duas festas da Santa Cruz, uma comemorada no dia 03 de Maio e a outra no dia 14 de Setembro, quando ocorre, inclusive, o Jubileu da Santa Cruz do Bom Jesus - em Manhumirim", destacou o sacerdote.

A Igreja, em sua reforma, retirou festas duplas, mas, na devoção do povo, continua sendo celebrada. "Nas Comunidades Bem Posta e Boa Vista, são centenas de pessoas que participam deste momento de fé. É uma subida íngreme, custosa, difícil, mas muitos participam sempre com alegria, com fé. O caminho é ajeitado por alguns para poder favorecer a subida e a descida também. É muita festa, muito contentamento em crianças e idosos. De cima, descortina-se uma paisagem rara, parece até um lugar apropriado para o juízo final, de tão bonito e extenso que é; as montanhas, os vales, cafezais, uma beleza mesmo”, elogiou Padre Otaviano.

O plano é construir uma capela que sirva também de abrigo para quem for rezar. “No caminho pela Bem Posta colocamos o sexto oratório neste ano. A ideia é lembrar os doze apóstolos e colocar doze oratórios de Maria. Pelo Boa Vista, marcamos também os 14 pontos que serão as estações da Via Sacra. Serão trajetos de caminhadas penitenciais e de meditação”, pontua.

Para muitos dos participantes, a caminhada até o alto do cruzeiro é momento de agradecimento pelas graças alcançadas. São muitas as manifestações de fé e devoção.

Carlos Henrique Cruz - Fotos Senisi Rocha e UpDrone

Compartilhar

Comentários

O Portal Caparaó não se responsabiliza por qualquer comentário expresso no site ou através de qualquer outro meio, produzido através de redes sociais ou mensagens. O Portal Caparaó se reserva o direito de eliminar os comentários que considere inadequados ou ofensivos, provenientes de fontes distintas. As opiniões são de responsabilidade de seus autores.