Portal Caparaó

carregando...

ECONOMIA

09/06/2017 - Atualizado em 10/06/2017 10h20

Prefeitura começa a retirar vendedores ambulantes das calçadas

MANHUAÇU (MG) - A Prefeitura de Manhuaçu e Polícia Militar realizaram a abordagem a camelôs que vêm ocupando as calçadas do Centro à região da baixada em Manhuaçu. A operação aconteceu na quinta e sexta-feira, dias 08 e 09/06.

“Neste primeiro momento, as abordagens tiveram por objetivo alertas estes trabalhadores sobre a ação irregular de venda de produtos sem as devidas autorizações. Já a partir desta segunda-feira, 12/06, os produtos serão recolhidos”, disse o Secretário Municipal de Fazenda Claudinei Lopes.

A medida também serve para a ocupação de calçadas e colocação de cones que marcam estacionamento irregular nesses locais. “Estaremos realizando operações durante no bairro Coqueiro e adjacências onde os nossos alvos serão os bares e os churrasquinhos com mesas e cadeiras nas calçadas. A marcação de vagas com cones e outros objetos, também não será mais permitido. Se precisar de carga e descarga, a pessoa pode entrar com o processo na prefeitura que vai analisar aquele local verificando se pode ser liberado”, conclui.

A Polícia Militar deu apoio a Prefeitura durante a fiscalização que ocorre desde o Centro da cidade até a Baixada, contra o comércio clandestino, os chamados camelôs que vem ocupando as calçadas. “O nosso objetivo é o de manter a ordem durante essas abordagens e evitar qualquer atrito entre os fiscais e os vendedores ambulantes para que tudo aconteça de forma coesa e na maior tranquilidade”, ressaltou a Aspirante Suellen

Ela destacou ainda que a Polícia Militar estará acompanhando todas as abordagens a fim de garantir a paz e ordem no exercício da função das atividades dos fiscais.

Jailton Pereira - jailton@portalcaparao.com.br

Compartilhar

Comentários

O Portal Caparaó não se responsabiliza por qualquer comentário expresso no site ou através de qualquer outro meio, produzido através de redes sociais ou mensagens. O Portal Caparaó se reserva o direito de eliminar os comentários que considere inadequados ou ofensivos, provenientes de fontes distintas. As opiniões são de responsabilidade de seus autores.