Portal Caparaó

carregando...

TURISMO

06/07/2017 - Atualizado em 07/07/2017 8h09

Mais amor por favor: série de televisão é gravada em Luisburgo

Uma grande equipe composta por diretores, produtores, atores, cinegrafistas e outros profissionais do meio audiovisual estão em Luisburgo para a gravação da primeira parte da Série de Televisão “MAIS AMOR POR FAVOR”. O produto de ficção que vai ser apresentado em três capítulos nos canais da EBC-Empresa Brasileira de Comunicação; tem a proposta de desmistificar as questões de gênero, relacionamento e sexualidade do público jovem.

Durante quatro dias, entre 26 de junho e 1 de julho, as filmagens estão acontecendo em vários locais do município. A Secretaria de Estado de Cultura apoia o projeto, por intermédio do “Minas Film Commission”, programa do Governo de Minas Gerais que visa oferecer instrumentos de facilitação para realizadores que pretendem produzir seus filmes no estado.

Conhecida pelas suas belezas naturais, a cidade de Luisburgo foi escolhida porque oferece como cenário para a trama, entre outras coisas, algumas das mais belas cachoeiras da região, montanhas constantemente exploradas e um jeito simples de ser que tem encantado a equipe de produção que é composta por 30 profissionais do audiovisual de Minas Gerais. “É incrível a receptividade que estamos tendo aqui. Do lugar que a gente almoça, da pessoa que cruza com a gente na rua, da secretaria de Turismo, Cultura, Esporte e Lazer, do comércio e por todos os lados por onde andamos. Estamos nos sentindo muito acolhidos em Luisburgo”- registrou Cris Azzi, Diretor e Produtor.

O portal de entrada da cidade vai ganhar um destaque importante bem no início da série, quando um jovem e o irmão deixam a cidade para morar com avó na capital mineira, após sofrerem repressão na casa do pai. A escultura aparece como um símbolo na mudança de vida que o roteiro propõe ao protagonista. “Eu filmei em várias partes do país, mas trabalho muito em Minas Gerais. Foi em uma dessas viagens que desviei o caminho e por sorte passei por Luisburgo. A imagem desse portal de entrada da cidade ficou registrada minha memória. Além disso, me impressionou muito a relação da natureza com a arquitetura da cidade. E foi pesquisando os portais que chegamos a esse que logo me veio à lembrança” – disse Cris Azzi. Acrescentou que a escolha de Luisburgo foi feliz e que o resultado das primeiras imagens capitadas nesta segunda-feira, 26, agradou bastante. “Nosso primeiro dia de filmagem foi muito produtivo. Conseguimos registros importantes e muitas pessoas tiveram a oportunidade de acompanhar e matar a curiosidade a cerca do nosso trabalho. Tem uma troca importante. A gente traz uma experiência, mas também aprende muito. As pessoas se interessam e algumas estão até inseridas na história fazendo figuração. Entendo que essa relação é importante para o que buscamos” – finalizou o diretor.

A Secretaria de Turismo, Cultura, Esporte e Lazer tem sido um alicerce importante para a equipe de produção e elenco da série. Para a secretária Cristina Hubner, a escolha de Luisburgo para filmar cenas da primeira parte foi motivo de orgulho. “Quando fomos procurados pela equipe de produção, imediatamente nos colocamos à disposição e essa sintonia foi crescendo até chegar esse momento das filmagens. Está sendo uma experiência muito bacana, que pode contribuir muito no fomento do turismo local” – afirmou.

A série completa deve ficar pronta no final do ano e a partir daí disponibilizada para a exibição em TVs públicas de todo o país. O conteúdo permanece exclusivo para a EBC nos seis primeiros meses. Depois existe a possibilidade de negociação para exibição em canais por assinatura ou mesmo em um serviço de streaming como Netflix.

Klayrton de Souza

Compartilhar

Comentários

O Portal Caparaó não se responsabiliza por qualquer comentário expresso no site ou através de qualquer outro meio, produzido através de redes sociais ou mensagens. O Portal Caparaó se reserva o direito de eliminar os comentários que considere inadequados ou ofensivos, provenientes de fontes distintas. As opiniões são de responsabilidade de seus autores.