Portal Caparaó

carregando...

AGRONÉGOCIOS

14/07/2017 - Atualizado em 15/07/2017 9h41

Mais de 2 bilhões disponíveis para o produtor rural da região

MANHUAÇU (MG) - Em solenidade realizada na sede da AABB em Manhuaçu aconteceu na manhã desta quinta-feita o lançamento do Plano Safra 2017/18. O Banco do Brasil vai destinar R$ 103 bilhões de recursos para a safra 2017/18. Desse total, R$ 11,5 bilhões serão destinados para as empresas da cadeia do agronegócio e R$ 91,5 bilhões em crédito rural aos produtores e cooperativas. Do montante, R$ 72,1 bilhões serão direcionados para operações de custeio e comercialização e R$ 19,4 bilhões para créditos de investimento agropecuário.

Para o Superintendente da Regional Leste do Banco do Brasil, Rodrigo Fornaciari, o Plano Safra veio para auxiliar o produtor rural no planejamento do custeio de sua safra. “Só para a região de Manhuaçu e do Caparaó são mais de 2 bilhões disponíveis para o produtor rural, nas mais variadas linhas de créditos, algumas com redução de juros, como é o caso do médio e grande produtor e na linha do produtor familiar, do pequeno produtor, os juros baixos foram mantidos”, explica.

Rodrigo destacou alguns pontos do Plano Safra para este ano, sendo os principais:  Redução das taxas em 1 ponto percentual para as linhas de custeio, investimento e comercialização da agricultura empresarial; o PRONAMP – Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural – Em continuidade à política de apoio ao Médio Produtor Rural, destinando R$ 15,5 bilhões nesta safra; PRONAF - Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar – Sendo o principal banco da agricultura familiar, o BB estima aplicar R$ 14,6 bilhões.

Além da manutenção das reduzidas taxas para financiamento através do Pronaf entre 2,5% a.a. e 5,5% a.a; PRONAF Mais Alimentos – A linha de crédito para investimento do Pronaf, o Pronaf Mais Alimentos, terá R$ 6,5 bilhões para financiamentos na safra 2017/18; ABC – Programa Agricultura de Baixo Carbono - Apoio à agricultura sustentável através do Programa ABC. Na safra 2017/18, o BB projeta conceder mais de R$ 1,5 bilhões em financiamentos destinados à essa finalidade; INOVAGRO – Programa de Incentivo à Inovação Tecnológica na Produção Agropecuária - Incentivando a incorporação de inovação tecnológica no campo, a adição de boas práticas agropecuárias e a agregação de valor no campo.

Para tanto, projeta financiar R$ 1 bilhão por meio do Inovagro na safra 2017/18. A abrangência do programa foi ampliada com a inclusão de equipamentos de agricultura de precisão e de sistemas de conectividade, para a gestão das atividades agropecuárias, entre as atividades financiadas pelo programa.

Para Luiz Antônio, Gerente Geral da Agência do Banco do Brasil de Manhuaçu, o apoio ao produtor rural é de fundamental importância para o crescimento econômico da região. “Nós temos a maior carteira de financiamento do Pronaf de toda a região. Isto representa a confiança do Banco do Brasil no pequeno produtor e este conseguimos manter as taxas de juros baixas para que o produtor possa planejar a colheita do próximo ano e dar continuidade à safra que já está acontecendo”, explica Luiz Antônio.

Além de vários produtores rurais estiveram presentes ao lançamento do Plano, representantes sindicais e da Emater/Regional de Manhuaçu e líderes comunitários.

De acordo com Paulo Roberto Coordenador de projetos da Emater/Manhuaçu, o produtor deve antes de adquirir um financiamento deve antes ver se realmente aquele investimento é viável, ou será apenas um custo a mais. “É exatamente isso, se o produtor pensa e financiar um novo sacador de café ele deve observar se realmente ele precisa de um secador novo, ou talvez se investir menos na reforma do secador atual resolve seu problema, para não se endividar”, orienta Paulo Roberto.

Já Silvana Damasceno, presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Luisburgo disse que o sindicato é um parceiro do Banco do Brasil em prol do Produtor Rural. “O nosso objetivo é facilitar e orientar o produtor quanto aos meios para conseguir uma linha de crédito e qual o melhor financiamento que cabe a ele. E até mesmo solucionar pendências do produtor com o Banco do Brasil”, ressalta.

O produtor interessado em conhecer detalhes do Plano Safra 2017/2018 pode procurar os sindicatos ou se dirigir até uma agência do Banco do Brasil.

Jailton Pereira

Compartilhar

Comentários

O Portal Caparaó não se responsabiliza por qualquer comentário expresso no site ou através de qualquer outro meio, produzido através de redes sociais ou mensagens. O Portal Caparaó se reserva o direito de eliminar os comentários que considere inadequados ou ofensivos, provenientes de fontes distintas. As opiniões são de responsabilidade de seus autores.