Portal Caparaó

carregando...

CIDADES

29/10/2017 - Atualizado em 30/10/2017 18h45

Recém-nascido é abandonado em caixa de papelão; mãe foi localizada

MANHUAÇU (MG) - Um recém-nascido foi encontrado por moradores do bairro Santa Terezinha no início da tarde deste domingo, 29/10, em Manhuaçu. O menino estava numa caixa de papelão numa construção, foi encaminhado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e passa bem.

O Tenente Adilson, da Polícia Militar, conta que o morador Gilson ligou para o Centro de Operações do 11º BPM informando da localização da criança. “A PM foi acionada nesta tarde de domingo para uma ocorrência triste, pois se trata de abandono de uma criança. Por outro lado, graças a Deus, apesar da fragilidade, o recém-nascido está passando bem”, contou o militar.

O garoto foi encaminhado para a UPA e está sob cuidados médicos e recebendo toda a atenção.

Segundo o oficial da PM, o menino foi deixado numa caixa de papelão embaixo de algumas madeiras numa construção. “A viatura do Sargento Verdan e Cabo Everson deslocou rapidamente para o local e verificou que era um ponto de difícil acesso e, próximo ao mato, estava a caixa de papelão. Moradores enrolaram a criança e a viatura da PM fez a condução para a Unidade de Pronto Atendimento”.

O Corpo de Bombeiros também chegou a ser acionado.

MÃE É ENCONTRADA

A Polícia Militar fez levantamentos para apurar quem seria a mãe da criança.

Na manhã desta segunda-feira, a PM encontrou a mãe da criança. Ela é residente no bairro Santa Terezinha, próximo ao local onde o bebê foi encontrado.

Segundo a PM, a mulher apresenta visíveis sinais de fragilidade e alegou que no início do ano foi violentada por um desconhecido, vindo a engravidar e desde então escondeu a gravidez da família e não procurou auxílio médico.

Ainda segundo ela deu à luz na quinta-feira, estando sozinha e não procurou atendimento médico.

A mulher foi conduzida a UPA para atendimento médico e, em seguida, será encaminhada a Delegacia de Polícia Civil para ser ouvida.

Juninho Pimentel / Carlos Henrique Cruz - carlos@portalcaparao.com.br

Compartilhar

Comentários

O Portal Caparaó não se responsabiliza por qualquer comentário expresso no site ou através de qualquer outro meio, produzido através de redes sociais ou mensagens. O Portal Caparaó se reserva o direito de eliminar os comentários que considere inadequados ou ofensivos, provenientes de fontes distintas. As opiniões são de responsabilidade de seus autores.