Portal Caparaó

MEIO AMBIENTE

16/11/2017 - Atualizado em 17/11/2017 9h22

Limpeza do rio Manhuaçu chega à etapa final

MANHUAÇU (MG) - Nos últimos dois meses, moradores de Manhuaçu estão elogiando a limpeza promovida no rio Manhuaçu e, ao mesmo tempo, criticando a quantidade de lixo e tudo quanto é tipo de material que é retirado do leito do principal manancial da cidade. Nesta semana, a Prefeitura de Manhuaçu – através do SAMAL e da Secretaria de Obras - concluiu o trabalho de limpeza ao chegar ao final do bairro Engenho da Serra.

Iniciada em agosto, a limpeza é feita diariamente com funcionários do SAMAL e da Secretaria de Obras. O serviço foi lançado na Ponte da Aldeia e foi até a obra da Estação de Tratamento de Esgoto (abaixo do Engenho da Serra). Ao longo do trajeto foram feitas barreiras para conter o lixo e facilitar a retirada. Desses locais foram retirados, além do mato, toneladas de sujeira despejada pela própria população, como latas, garrafas, copos e até sofás.

As intervenções trouxeram resultados positivos para a população do município. Em vários pontos, o cenário de limpeza e capina das margens do rio agradou os moradores. Até quem passa pelas pontes notou a diferença.

O Diretor do SAMAL, Eron Elias, conta que a recomendação da Prefeita Cici Magalhães foi promover um programa de limpeza completo: “Todo o esforço se torna muito gratificante quando as coisas acontecem. Esse rio está sofrendo, temos visto nessa seca as dificuldades para o escoamento da pouca água que tem e havia locais em que estava completamente obstruído. Muito bom olhar agora e ver que o trabalho deu certo", afirma.

Na opinião do morador Fernando Mota, a limpeza do rio está sendo também importante para a diminuição dos mosquitos, o que ajuda na prevenção de doenças causadas pelo vetor. "Estamos muito satisfeitos com essa limpeza. Há muitos anos não víamos um serviço bem feito nesse trecho. Esse rio passa dentro da cidade e devia ser melhor cuidado por todos nós", garante o morador.

TRABALHO CONSTANTE

Ao mesmo tempo que é o resultado é positivo, a falta de educação também é um problema. O SAMAL está começando uma revisão em todo o trecho. Infelizmente, após a limpeza, teve pessoas jogando lixo novamente em alguns locais.

“A gente orienta os cidadãos para que mudem esse hábito e joguem o lixo em seu devido lugar. O SAMAL está fazendo coleta diariamente e não há desculpa para não jogar lixo nos contêineres. Agindo assim contribuirão para a diminuição dos riscos de alagamentos, a poluição e morte do nosso rio. Ficou muito boa a limpeza, mas é preciso que a população colabore, especialmente quem mora na margem do rio”, afirma o Diretor Eron Elias.

Além da catação de lixo e revisão em todo o trecho que está sendo retomada no bairro Engenho da Serra, a Administração também tem feito a desobstrução de galerias, bueiros e bocas de lobo para dar mais vazão à água da chuva. O objetivo é que o lixo seja coletado, evitando que seja carregado para o rio Manhuaçu.

O SAMAL também vai instituir um serviço de denúncias e adotar medidas para multar que joga lixo e entulho no rio.

Carlos Henrique Cruz - carlos@portalcaparao.com.br

Compartilhar

Comentários

O Portal Caparaó não se responsabiliza por qualquer comentário expresso no site ou através de qualquer outro meio, produzido através de redes sociais ou mensagens. O Portal Caparaó se reserva o direito de eliminar os comentários que considere inadequados ou ofensivos, provenientes de fontes distintas. As opiniões são de responsabilidade de seus autores.