Portal Caparaó

TECNOLOGIA

22/03/2018 - Atualizado em 23/03/2018 12h44

Facig Inaugura em Manhuaçu a Coffee Valley - Incubadora de Startups

MANHUAÇU (MG) - Nesta quarta-feira, a FACIG inaugurou na cidade de Manhuaçu seu novo centro de incubação de Startups.

Cada vez mais comum no cenário mundial, uma startup é uma empresa nova em fase embrionária que tem projetos promissores na área de pesquisa, investigação e desenvolvimento de ideias inovadoras, que está à procura de um modelo de negócio repetível e escalável, trabalhando em condições de extrema incerteza.

Durante o evento, o projeto da incubadora foi apresentado pelo Diretor da FACIG, Thales Hannas: “Nós queremos mudar a cultura da nossa região juntamente com a nossa comunidade acadêmica. Nossos alunos agora tem um espaço para desenvolverem produtos, ideias, fazer contatos e gerar novos negócios, e isso pode ajudar a mudar a economia da nossa cidade e no caso do café gerar mais valor pros nossos produtores".

O projeto oferece todas as condições para que alunos e ex-alunos formados na FACIG, bem como professores da instituição possam desenvolver suas ideias, contando com assessoria contábil e fiscal gratuita, mentorias, e o programa de incubação com duração de um ano, colocando todos em contato com investidores e com o ecossistema de startups ao redor do mundo.

A inauguração contou com a presença de Carnelutti Spinelli, Coordenador de Aceleração de Startups do Programa Lemonade, Economista, Pós Graduado em Gestão de Projetos, MBA em Gestão de Negócios e Business Coach, com mais de 15 anos de atuação nas áreas comercial e novos negócios. Atuou em empresas como Itaú Personnalité, Deloitte, Brookfield e Page Group. Há 3 anos focado em desenvolver e acelerar negócios de base tecnológica com potencial de crescimento escalável e já acelerou mais de 120 startups.

De acordo com Spinelli, o Coffee Valley é um ponto inicial pra toda essa revolução que vem acontecendo nesse quesito de inovação no cenário mundial, principalmente no modelo tradicional de ensino, ambiente propício estimulando os alunos a criar e identificar novos produtos. “A iniciativa da FACIG é muito vanguardista e traz para o ecossistema local uma nova visão e novas oportunidades de construir um futuro bem promissor”, afirma o palestrante.

Estavam também presentes no evento, as primeiras equipes com projetos incubados na Coffee Valley, compostas por professores e alunos dos cursos de Administração, Engenharia de Produção, Direito e Análise & Desenvolvimento de Sistemas, além de membros da comunidade da FACIG, empresários e representatividades da cidade e região.

Fotos Carlos Henrique Cruz

Compartilhar

Comentários

O Portal Caparaó não se responsabiliza por qualquer comentário expresso no site ou através de qualquer outro meio, produzido através de redes sociais ou mensagens. O Portal Caparaó se reserva o direito de eliminar os comentários que considere inadequados ou ofensivos, provenientes de fontes distintas. As opiniões são de responsabilidade de seus autores.