Portal Caparaó

GERAL

01/06/2018 - Atualizado em 04/06/2018 10h16

Prefeitura repassa R$ 200 mil para sete entidades de Manhuaçu

MANHUAÇU (MG) - A Prefeita Cici Magalhães assinou o Termo de Fomento que autoriza o repasse de recursos do Fundo Municipal da Infância e da Adolescência para entidades filantrópicas que atuam no setor, em reunião realizada na tarde desta quarta-feira, 30/05.

A partir de um trabalho eficiente da Secretaria de Trabalho e Desenvolvimento Social da Prefeitura de Manhuaçu, conduzido pela Secretária Giuzaina Celeste Gregório e equipe, juntamente com o CMDDCA (Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente) conseguiu-se beneficiar sete entidades. Cada instituição receberá R$ 28.500,00, em um total de R$ 199.500,00.

As entidades contempladas com recursos da ordem de R$ 28.500,00, cada uma, foram: DAREI, APAE, Associação de Mulheres de São Pedro do Avaí, Associação de Pais e Mestres do Colégio Tiradentes de Polícia Militar, CAF (Centro de Apoio à Família), PROIN (Projeto Integrar) e Projeto Novo Horizonte.

A reunião ocorreu no Centro Cultural e contou com a presença da Secretária Municipal de Trabalho e Desenvolvimento Social, Giuzaina Celeste Gregório; Presidente do CMDDCA, Leslie Moraes, representantes das instituições atendidas e equipe de profissionais da secretaria. Padre Sebastião Santana da Silva (Paróquia Bom Pastor) e a Secretária M. de Cultura e Turismo, Gena Clara, também prestigiaram a solenidade. 

Receberam recursos entidades inscritas junto à Secretaria Municipal de Trabalho e Desenvolvimento Social, com a documentação regularizada e que apresentaram projetos para atendimento à criança e adolescente.

Os projetos contemplados foram previamente apreciados pelos membros do Conselho M. de Defesa dos Direitos da Criança e Adolescente. Após realizar este processo seletivo, o conselho encaminhou as documentações aprovadas para a Secretaria M. de Trabalho e Desenvolvimento Social, que executou os procedimentos necessários para a liberação dos recursos. 

Padre Santana procedeu com momento de oração na abertura do encontro. Em seguida, houve pronunciamento das autoridades, sobre a consolidação deste importante investimento social destinado às crianças e adolescentes. ‘O trabalho que se faz para a criança e o adolescente é algo que se semeia no presente, mas dará muitos frutos no futuro. A preocupação com as crianças faz parte daquilo que é o cerne da sensibilidade cristã. Aliás, foi a grande preocupação de Jesus que, em primeiro lugar, deu atenção às crianças, e, até falou que quem não se tornasse criança não poderia entrar no Reino dos Deus. Jesus Cristo nos ensina a trabalhar em favor das crianças e não escandaliza-las e não ensinar coisas erradas para elas. Na reunião de hoje, pudemos perceber quantas entidades se somam à Assistência Social de Manhuaçu para fazer o bem às crianças, nas áreas de alimentação, escola, cuidados com a saúde, esporte e até mesmo com a música. São entidades que se preocupam com isto. É algo muito proveitoso. Saio desta reunião motivado’, avaliou. 

A Prefeita Cici Magalhães destacou os esforços para a captação de novos recursos, tanto do setor público quanto privado, para a realização de novos projetos, inclusive para atendimento às mães das crianças e jovens atendidos. ‘É uma alegria proporcionar este momento para as entidades que tanto colaboram com o serviço social do município. Foi um trabalho intenso da secretaria, junto ao Conselho da Criança e Adolescente. Sabemos que não conseguimos contemplar todos os projetos, mas é o início de um grande trabalho que queremos fazer em prol das crianças. Nós agradecemos muito a cada entidade e pessoa envolvida com estes projetos sociais, porque eles ajudam a desempenhar este trabalho que, até então, seria do município. É muito bom contar com estas pessoas, com este desprendimento e dedicação, este olhar diferenciado para ajudar a cuidar das nossas crianças’, elogiou Cici.

Secretaria de Comunicação Social – Prefeitura de Manhuaçu

Compartilhar

Comentários

O Portal Caparaó não se responsabiliza por qualquer comentário expresso no site ou através de qualquer outro meio, produzido através de redes sociais ou mensagens. O Portal Caparaó se reserva o direito de eliminar os comentários que considere inadequados ou ofensivos, provenientes de fontes distintas. As opiniões são de responsabilidade de seus autores.