Portal Caparaó

CULTURA

03/07/2018 - Atualizado em 04/07/2018 15h21

Academia de Letras entrega comenda e recebe novos membros

MANHUAÇU (MG) - A Academia Manhuaçuense de Letras (AML) promoveu sessão solene para comemorar os 117 anos de nascimento do seu patrono, o escritor José Lins do Rego Cavalcanti, bem como a outorga da Comenda José Lins a homenageados e a posse de novos membros honorários.

A cerimônia foi conduzida pelo Presidente da AML, Dr. Luiz Gonzaga Amorim, e teve a preseça da Presidente do Coamma, Marinês Bragança, do Presidente da ACIAM Silvério Afonso, da acadêmica Luci Porcaro Nunes (Academia de Letras de Manhumirim), do acadêmico João Onofre (Academia de Letras de Ponte Nova), do Delegado do Conselho Regional de Contabilidade Dr. Anderson Moura e do Presidente da ADESC, André Farrath.

A Comenda José Lins do Rego é entregue a personalidades e instituições que contribuem para a divulgação e apoio à literatura e às artes, como também, no engrandecimento da educação e cultura de Manhuaçu. A outorga é feita sempre no aniversário do nascimento do escritor José Lins do Rego, patrono da AML.

Mostrar um pouco mais da vida e obra de José Lins para o povo tem sido uma das propostas da Academia Manhuaçuense de Letras. Desde sua fundação, os acadêmicos decidiram homenagear o escritor como patrono da AML. A história mostra que foram apenas dois anos: de 1925 a 1926, o período em que o escritor paraibano José Lins do Rego morou na cidade de Manhuaçu. “Mas a cidade não o esqueceu”, garante o presidente da Academia, advogado Luiz Amorim.

COMENDA JOSÉ LINS DO REGO CAVALCANTI

Neste ano, a AML prestou homenagem ao senhor Nágimo Nacif, conhecido professor da cidade de Manhuaçu, nascido em Santa Margarida no dia 26 de janeiro de 1927. Filho de José Nacif e Durandi de Souza, passou toda sua infância no município de nascimento.

Em 1934, aos 7 anos de idade, ingressa na Escola Municipal de Santa Margarida e lá permaneceu até o 4° ano primário. Ainda em sua cidade natal, destacou-se fortemente pelo esporte, onde desde cedo jogou pelo time de futebol "Margaridense Futebol Clube", de onde mais tarde foi também técnico e diretor. Além disso, trabalhou como barbeiro e, mais tarde, participou efetivamente da emancipação da cidade de Santa Margarida.

Sempre muito ativo, mudou-se para a cidade de Manhuaçu em 1954 e ajudou a fundar o curso Noturno no Ginásio da cidade, sendo também aluno da 1" turma do Curso técnico em Contabilidade no ano de 1960.

Casou-se no ano de 1962 com a Sra. Elaine Soares Nacif e tiveram três filhos: Jussara, Iara e Alex. Foi nomeado para trabalhar no Departamento de Correio e Telégrafos.

Mais tarde, com o Senhor Elias Said Chequer, trabalhou como auxiliar em Escritório de Contabilidade.

Contudo, sua realização profissional aconteceu quando se tornou professor de educação física. Iniciou-se como professor no Colégio Tiradentes da PMMG em 1972 a convite do então diretor Dr. Ary Nogueira da Gama.

Ali se especializou em cursos realizados nas cidades de Montes Claros, Itaperuna, Belo Horizonte e Juiz de Fora, tornando-se desta forma, com o passar dos anos, um exímio educador.

Depois, trabalhou também na Escola Estadual Maria de Lucca Pinto Coelho, destacando-se sempre no trabalho com crianças, adolescentes e jovens na arte do esporte, aperfeiçoando este importante instrumento na formação da personalidade do seu aluno como cidadão do bem e inclusão social.

Durante todo o período em que trabalhou como professor, SC preocupou também em criar em seu ambiente de trabalho um espírito de solidariedade, justiça e igualdade que há tanto se faz ausente num mundo de hoje.

Assim, anos e anos contribuiu muito para que pessoas, às vezes esquecidas, pudessem viver numa sociedade melhor. Este foi o lema de sua caminhada: Amor, justiça e acima de tudo igualdade.

Mais tarde, já aposentado das escolas, atuou como voluntário na Associação Atlética Banco do Brasil (AABB) como técnico, treinador e orientador de inúmeros adolescentes da cidade de Manhuaçu, disputando diversos campeonatos e, inclusive sendo campeão de vários deles. Ali também foi de extremo destaque o seu espírito solidário, justo e de mestre, já que procurou por todo o tempo não só desenvolver o esporte, mas também o valor da auto-estima, da educação, da igualdade de oportunidade, da amizade e solidariedade em todos que por ali th eram a oportunidade de estar com ele.

A segunda comenda foi entrega à Unidade Regional da Emater-MG em Manhuaçu. A EMATER/MG tem no diálogo, no equilíbrio e no trabalho, alicerces em prol da competitividade agropecuária do Estado, do crescimento económico e desenvolvimento sustentável, com enfrentamento da pobreza e equidade social.

A Unidade Regional de Manhuaçu abrange 24 municípios conveniados. Anualmente, atende a 13.910 agricultores rurais e suas famílias. O serviço de assistência técnica e extensão rural é prestado com foco na diversificação das atividades produtivas e no desenvolvimento sustentável da região.

Neste sentido, foram atendidos pela regional 9.760 agricultores familiares na cadeia de valor do café, que é uma expressiva atividade económica da região; 7.256 em inclusão produtiva e erradicação da pobreza; 4.060 em segurança hídrica e sustentabilidade ambiental; 2.294 na cadeia de valor das culturas, olericultura, fruticultura e pequenos animais; 1.008 em comercialização e gestão para abastecimento local e principalmente para Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) e Programa de Aquisição de Alimentos (PAA); 794 na cadeia de valor da bovinocultura e 335 em agroecologia.

Foram realizados também diversos atendimentos coletivos, com eventos para possibilitar conhecimento e tecnologias, ao mesmo tempo favorecendo espaços para intercâmbio entre os agricultores, como: simpósios, concursos de qualidade de café; dias de campo; demonstrações técnicas; encontros técnicos; cursos e palestras nas mais diversas áreas.

 

A preservação e recuperação ambiental permeiam todo o serviço prestado pelos extensionistas locais da EMATER/MG, com o apoio de várias instituições como: Prefeituras e Câmaras Municipais; Secretárias Municipais de Agricultura; Associações; Cooperativas de agricultores familiares, CMDRs, Sindicatos de Trabalhadores Rurais, Sindicatos de Produtores Rurais, instituições de ensino.

NOVOS MEMBROS HONORÁRIOS

Durante a cerimônia foram empossados seis novos membros honorários, aprovados pelo conselho da AML. O reconhecimento é concedido a personalidade que se destaque com notoriedade em quaisquer das áreas de suas seções, nascidos ou não em Manhuaçu, desde que tenham ligações com a educação e cultura.

Foram reconhecidos com o título de membros honorários: a escritora Natália Schettine Marques; o radialista João Batista Lopes (Moreira Lopes); o músico Moacir Silva Corrêa (Tikim); o bancário Heraldo Tadeu Graize Garcia; o pianista Rafael Duarte Ruiz Costa; e o jornalista e escritor Fabrício Marques de Oliveira.

Para o presidente da AML, Luiz Amorim, além do reconhecimento e justas homenagens prestadas na noite de sexta-feira, 29/06, a sessão solene de aniversário do nascimento de José Lins do Rego Cavalcanti serve também para aproximar o público da trajetória e da obra do imortal da Academia de Letras que passou pelas terras manhuaçuenses.

Carlos Henrique Cruz - carlos@portalcaparao.com.br

Compartilhar

Comentários

O Portal Caparaó não se responsabiliza por qualquer comentário expresso no site ou através de qualquer outro meio, produzido através de redes sociais ou mensagens. O Portal Caparaó se reserva o direito de eliminar os comentários que considere inadequados ou ofensivos, provenientes de fontes distintas. As opiniões são de responsabilidade de seus autores.