Portal Caparaó

SAÚDE

25/07/2018 - Atualizado em 26/07/2018 11h54

Projeto Marias desenvolvido em Simonésia ganha repercussão nacional

SIMONÉSIA (MG) - A Secretaria de Saúde de Simonésia está em Belém do Pará levando a experiência de Simonésia para um evento de âmbito nacional, o XXXIV Congresso Nacional de Secretarias Municipais de Saúde.

A Secretária de Saúde Aline Nunes, a Coordenadora de Atenção Básica Otávia de Souza Fraga e a Coordenadora de Enfermagem do Centro de Saúde Rose Mary Soti Cury, são as autoras do Projeto Mães Solidárias e Chá MARIA’S, uma espécie de “chá de bebê coletivo” que realizou dois grandes eventos de ajuda às mães em vulnerabilidade socioeconômica.

“Tudo começou com uma angústia nossa em receber ligações do Hospital César Leite falando que crianças tinham recebido alta, mas não tinham nem roupa pra sair do hospital. A ideia do Chá MARIA’S veio daí: se nem roupas tinham imagina como essas famílias estão para receber uma nova criança!”, comentou Otávia de Souza.

O Chá MARIA’S foi realizado em duas edições e envolveu não somente a Saúde do município, como também a Assistência Social e outros setores da Prefeitura Municipal. Otávia ressalta que “agora temos um closet infantil aqui no SUS, mesmo durante o ano podemos oferecer o básico para as mães que não tem nada”.

Observando o impacto do MARIA’S, Aline Nunes, Secretária de Saúde, inscreveu a experiência no Congresso Nacional. E para a surpresa da equipe, o projeto foi escolhido no âmbito regional e agora vai para Belém entre 72 trabalhos escolhidos a nível Brasil. Cidades do entorno de Simonésia, como São João do Manhuaçu, já começam a implantar a ideia e com o Concurso, o trabalho realizado em Simonésia poderá virar modelo para todo o país.

 “A gente nunca imaginou que o trabalho ia tomar toda essa proporção de um concurso nacional e de ser copiado para outras cidades. É muito gratificante!”, conclui Rose Mary Soti.

Compartilhar

Comentários

O Portal Caparaó não se responsabiliza por qualquer comentário expresso no site ou através de qualquer outro meio, produzido através de redes sociais ou mensagens. O Portal Caparaó se reserva o direito de eliminar os comentários que considere inadequados ou ofensivos, provenientes de fontes distintas. As opiniões são de responsabilidade de seus autores.