Portal Caparaó

GERAL

27/09/2018 - Atualizado em 28/09/2018 10h22

DNIT instala dois quebra-molas na BR-116 em São João do Manhuaçu

SÃO JOÃO DO MANHUAÇU (MG) - Foram instalados dois quebra-molas no trecho da BR-116, em frente à entrada do bairro Monte Sinai e o Posto Nazarão, em São João do Manhuaçu. A medida do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) atende a solicitação do Prefeito Sérgio Camilo e os protestos realizados pela população sanjoanense.

Na ultima semana, o Prefeito Sérgio Camilo esteve em reunião, com o supervisor do DNIT, Fabiano Martins Cunha, e o coordenador de engenharia, Danilo de Sá Rezende, explicando a necessidade de providências urgentes com relação a segurança do trecho da BR 116 em São João do Manhuaçu. Na oportunidade, mostrou novamente, os vídeos, fotos e divulgações que mostram a indignação da população, principalmente no último protesto, e os números de acidentes no trecho.

“Tenho me empenhado por isso desde o ano passado e, finalmente, está sendo cumprindo nosso compromisso com o povo de São João do Manhuaçu. Fizemos várias solicitações para colocar os redutores de velocidade nos acessos ao centro da cidade, Bairro Monte Sinai e Córrego dos Cunha. Gostaria de agradecer ao Marcio Gusmão, superintendente do DNIT da regional de Leopoldina, no qual esse trecho pertence. Agradeço também ao Fabiano Martins Cunha, que me garantiu que essa obra seria executada e agora estamos concretizando”, ressaltou.

Na última ação, devido a acidentes e atropelamentos no trecho, moradores chegaram a bloquear a rodovia no dia 31 de agosto por mais de duas horas, exigindo providências por parte do DNIT.

Segundo Sérgio Camilo, esteve novamente no DNIT e fez questão de cobrar uma providência efetiva. “Fiz o compromisso e conseguimos cumprir. A construção dos redutores é uma vitória de toda população sanjoanense”.

Compartilhar

Comentários

O Portal Caparaó não se responsabiliza por qualquer comentário expresso no site ou através de qualquer outro meio, produzido através de redes sociais ou mensagens. O Portal Caparaó se reserva o direito de eliminar os comentários que considere inadequados ou ofensivos, provenientes de fontes distintas. As opiniões são de responsabilidade de seus autores.