Portal Caparaó

POLÍTICA

08/10/2018

Jair Bolsonaro e Fernando Haddad disputam Presidência no segundo turno

REDAÇÃO  - O candidato do PSL, Jair Bolsonaro, é o mais votado em 16 estados e no Distrito Federal. O capitão reformado do Exército só ficou atrás de Fernando Haddad (PT) nos oito Estados do Nordeste e no Pará. Ciro Gomes (PDT) liderou a disputa no Ceará, seu berço político.

Bolsonaro e Haddad disputam a Presidência pela primeira vez e foram os dois mais votados entre os 13 postulantes ao Palácio do Planalto. O resultado do primeiro turno quebrou a polarização entre PT e PSDB na eleição presidencial. Nas últimas seis eleições, houve duas vitórias do PSDB (1994 e 1998) e quatro do PT (2002, 2006, 2010 e 2014).

O Nordeste que garantiu a vitória a Dilma Rousseff em 2014 também assegurou a ocorrência de segundo turno neste ano.

O Estado em que Bolsonaro teve vitória mais acachapante foi Santa Catarina, onde ficou na casa dos 65%, contra 15% de Haddad. O petista, por sua vez, dominou com maior diferença no Piauí, com 62% dos votos válidos ante 19% do candidato do PSL. No Ceará, Ciro obteve 41% e venceu Haddad, que pontuou 32%.

Minas Gerais, Estado conhecido politicamente por ser representativo do Brasil - com um Norte pobre e um Sul rico -, espelhou quase que de modo idêntico a disputa em âmbito nacional. Bolsonaro obteve 48% e Haddad, 27%.

Numa análise das cidades da microrregião de Manhuaçu, levantamento feito pelo Portal Caparaó mostra que Bolsonaro venceu nas cidades de Alto Caparaó, Alto Jequitibá, Caparaó, Luisburgo, Reduto, Manhumirim, Manhuaçu, Lajinha, Mutum e Ipanema. Já o petista foi o primeiro colocado na votação em Espera Feliz, São João do Manhuaçu, Simonésia, Santana do Manhuaçu, Matipó, Santa Margarida, Caputira, Abre Campo, Pedra Bonita, Sericita, Martins Soares, Durandé, Chalé, Taparuba, Conceição de Ipanema e São José do Mantimento.

Com Portal Uai e Redação do Portal Caparaó

Compartilhar

Comentários

O Portal Caparaó não se responsabiliza por qualquer comentário expresso no site ou através de qualquer outro meio, produzido através de redes sociais ou mensagens. O Portal Caparaó se reserva o direito de eliminar os comentários que considere inadequados ou ofensivos, provenientes de fontes distintas. As opiniões são de responsabilidade de seus autores.