Portal Caparaó

SAÚDE

25/10/2018 - Atualizado em 26/10/2018 11h32

Outubro Rosa é marcado por ações de conscientização no HCL

MANHUAÇU (MG) - No mundo todo, o mês de outubro é dedicado às campanhas de conscientização, prevenção e detecção precoce do câncer de mama. Há vários tipos de cânceres de mama, que se desenvolvem de forma diferente, mas o consenso é que o tratamento iniciado nos primeiros estágios da doença é muito mais eficaz.

A doença é o tipo de câncer mais comum entre as mulheres. No Brasil ocupa o segundo lugar entre todos os tipos de cânceres detectados, ficando atrás do câncer de pele não melanoma, e representa um quarto dos novos casos da doença a cada ano.

O movimento Outubro Rosa nasceu nos Estados Unidos, na década de 1990, depois de uma iniciativa do Congresso Norte Americano que unificou as ações pontuais que já eram realizadas nos diferentes estados sobre a doença.

No Brasil, o movimento ganhou força a partir de 2002, com a iluminação cor-de-rosa do monumento Mausoléu do Soldado Constitucionalista, ou Obelisco do Ibirapuera, em São Paulo, capital.  Atualmente, diferentes prédios, públicos ou não, mostram seu apoio ao movimento trocando sua iluminação durante o mês de outubro.

O Hospital César Leite apoia e compartilha dos objetivos da campanha. Como instituição de saúde, tem também a responsabilidade de compartilhar conhecimento para desmistificar o assunto e incentivar o autoexame das mamas, além da manutenção de exames de rotina em dia.

Nesse sentido, a Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA) abraçou mais uma vez a campanha Outubro Rosa. Nesta semana, coroando as ações realizadas ao longo do mês, foram promovidas palestra com foco no autoexame das mamas.

Todos os colaboradores participaram dos momentos de reflexão. A CIPA convidou Ana Lígia, Andrea Rabelo, Valdênia para contarem suas histórias de superação do câncer de mama, aproximando o tema da realidade e do cotidiano dos profissionais do HCL. Histórias de fé, esperança e motivação que tocaram profundamente em quem assistiu.

Outro destaque foi a apresentação de um poema pelo colaborador Moisés também em homenagem às mulheres.

Além de organizar o evento, os membros da CIPA realizaram abordagens nos setores com a conscientização, convidando para as palestras e afixando nos setores informações sobre o autoexame. Outra ação foi a instalação de uma televisão no refeitório para apresentação de mensagens sobre o tema durante as refeições dos colaboradores.

Uma inovação é que a campanha Outubro Rosa está sendo trabalhada de forma compartilhada com o Novembro Azul. Todos os painéis, camisas e decorações já divulgam os dois meses. Nesse mês, o foco educativo é nas mulheres e, a partir do dia 1º, será o público masculino.

Entenda e pratique o autoexame

 O autoexame da mama não é um método diagnóstico de câncer de mama. Portanto, não substitui os exames, como a mamografia, nem o acompanhamento médico regular. Ele é uma ferramenta para que a mulher conheça seu corpo e possa, porventura, detectar alterações nas mamas, dando um alerta para uma investigação mais minuciosa com o seu médico.

Deve ser realizado uma vez ao mês, na semana seguinte ao término da menstruação. A mulher deve se posicionar em frente ao espelho, com uma mão atrás da nuca, usando a outra para apalpar a mama, suavemente com os dedos. Enquanto isso, ela deve observar se há alguma alteração visível, como por exemplo, alteração na pele ou no formato da mama.

As mulheres que não menstruam devem realizar o autoexame sempre no mesmo dia de cada mês.

Compartilhar

Comentários

O Portal Caparaó não se responsabiliza por qualquer comentário expresso no site ou através de qualquer outro meio, produzido através de redes sociais ou mensagens. O Portal Caparaó se reserva o direito de eliminar os comentários que considere inadequados ou ofensivos, provenientes de fontes distintas. As opiniões são de responsabilidade de seus autores.